O que é?

A acne é uma das doenças de pele mais conhecidas e uma queixa frequente nas consultas dermatológicas. Consiste, basicamente, num processo aonde vários fatores estão envolvidos: aumento da produção do sebo (gordura), estreitamento do canal folicular (local aonde nascem os pelos), multiplicação de bactérias e inflamação.
Apesar de não causar nenhum dano físico grave, se a acne não for tratada da forma correta (isto é, por profissionais qualificados e medicamentos apropriados) ela pode deixar cicatrizes na pele e então causar uma série de transtornos emocionais na vida da pessoa.
Felizmente, atualmente existem vários tratamentos eficazes para a acne, e quanto mais cedo eles forem aplicados, menor é o risco da formação de cicatrizes (complicação mais frequente da doença).
Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a acne vulgar (aquela que geralmente aparece em adolescentes) não é o único tipo de acne. Existem casos mais graves e raros, como a acne cística e acne fulminante, e tipos que ocorrem em adultos, como a acne da mulher adulta.

Causas

Existem vários tipos de acne, e os tratamentos são específicos para cada um deles. Porém, o tipo mais comum de acne, que aparece principalmente em adolescentes na fase da puberdade, são consequentes a um processo genético-hormonal ( a testosterona é convertida na pele em dihidrotestosterona em uma taxa superior ao da pele normal, levando ao aumento na produção do sebo – Seborréia)
Outros fatores que podem levar ao aparecimento de acnes são:
● Alterações hormonais causadas pela puberdade, gravidez ou uso de contraceptivos orais.
● Uso inapropriado de medicamentos e suplementos alimentares.
● Consumo exagerado de alimentos ricos em carboidratos e derivados de leite.

Sintomas e Tratamento

Na maioria das vezes a acne se manifesta apenas através do aparecimento de cravos e espinhas nas regiões do rosto, pescoço, peito, ombros e costas. Algumas vezes ela pode se manifestar de forma mais agressiva, com cistos, abcessos e cicatrizes inestéticas na pele.
O tratamento da acne é realizado pelo uso de medicamentos específicos (tópicos e sistêmicos), recomendados pelo dermatologista e com características específicas para cada paciente.
Apesar do tratamento ser simples, a acne pode causar problemas graves de autoestima ou até mesmo depressão. Nestes casos recomenda-se, além do dermatologista, assistência psicológica.

Comentários: