Muito além do Penteado

Dez dicas para exibir fios lindos e radiantes no grande dia

por Isabella Grossi

Se o cabelo é uma das maiores preocupações das mulheres no dia a dia, imagine, então, quando o assunto é casamento. Surgir com os fios incríveis no altar é resultado de um processo de meses, que envolve desde o acompanhamento de um dermatologista até a escolha de um hair stylist moderno e competente. Para acertar na composição, é preciso tratar as madeixas com antecedência e considerar alguns fatores como horário e local da cerimônia, além do traje que será usado e, claro, a personalidade da noiva. Confira, a seguir, dez dicas da dermatologista Tathya Taranto e do hair stylist James Franca.

Tathya Taranto

PARA MANTER A SAÚDE DOS FIOS

1) Ao perceber qualquer tipo de queda ou alterações no couro cabeludo, a noiva deve procurar um dermatologista imediatamente para ver se a preocupação é real. No consultório, o profissional vai avaliar a risca mediana e fazer o teste de tração, que consiste em pegar uma mecha e puxar para baixo para ver se caem mais de seis fios. Outro recurso é o FotoFinder, uma espécie de lupa que amplia para colocar em evidência a haste do fio e o couro cabeludo. O diagnóstico precoce é importantíssimo para evitar que o dano se torne irreversível.

2) As mulheres com alopecia androgenética, ou seja, cabelos ralos ou rarefação difusa com o alargamento
da risca mediana, podem estimular o crescimento dos fios e fortalecê-los com procedimentos realizados no
couro cabeludo. Entre eles, a luz de LED, HairRobot, intradermoterapia e Microinfusão de Medicamentos na Pele (MMP) são as principais opções terapêuticas. O LED e o protocolo HairRobot do laser Fotona aumentam a vascularização do couro cabeludo e suas atividades metabólicas, estimulando os fios, sendo necessárias sessões semanais ou quinzenais. A intradermoterapia e o MMP promovem o drug delivery de medicamentos diretamente na derme do couro cabeludo, favorecendo o crescimento dos fios. As sessões são semanais e mensais, respectivamente, e é necessária uma média de quatro a seis sessões para
o MMP e de oito a doze para a intradermoterapia. Para otimizar os resultados, recomenda-se ao paciente manter o tratamento domiciliar, com o uso de medicamentos tópicos e orais.

3) Se o problema é queda de cabelo, com a perda de mais de 100 fios por dia, exames laboratoriais avaliam deficiências vitamínicas e investigam possíveis causas, que podem estar relacionadas ao eflúvio telógeno e tem como desencadeadores processos fisiológicos como pós-parto, infecções, cirurgias, doenças crônicas e emagrecimento rápido, entre outras. Na maioria das vezes, o quadro é reversível dentro de seis a doze meses, quando tratada a causa desencadeadora. Para acelerar o crescimento dos fios, podem
ser feitas sessões de LED ou HairRobot associadas ao MMP ou intradermoterapia.

4) A alopecia areata, que provoca a queda brusca de cabelos em falhas circulares, por outro lado, é causada, geralmente, por inflamação autoimune do bulbo do folículo. Cada caso é único e pode
ser solucionado, também, com  intradermoterapia ou MMP com corticoide.

5) Mesmo que não seja diagnosticada uma doença, com o stress diário, o abuso de químicas e hábitos que podem prejudicar a saúde dos fios, o cabelo, muitas vezes, perde o viço, fica quebradiço, com frizz e pontas duplas. É preciso fazer, então, uma dobradinha entre o dermatologista e o terapeuta capilar, que analisa profundamente a fibra com o intuito de avaliar a necessidade de hidratação e, ainda, a reconstrução proteica, responsável por devolver aos fios proteínas e aminoácidos, nutrientes fundamentais para a beleza das madeixas.

 

James Franca

PARA ARRASAR NO GRANDE DIA

6) Faça avaliações constantes com seu hair stylist para entender bem, por exemplo, seus limites com relação ao uso de procedimentos químicos. Uma química mal executada ou mal indicada leva à perda de queratina, o que compromete a saúde dos fios.

7) Use sempre bons produtos para a reconstrução, nutrição e brilho do cabelo. Muitas noivas acham que
um xampu, condicionador ou máscara podem se acostumar aos fios. Isso não existe. Acontece, na verdade, de o produto indicado ter suprido a necessidade de reposição de matéria ou de nutrição das madeixas, de acordo com a avaliação prévia. Por isso, não dá o mesmo resultado. É hora, então, de fazer um novo diagnóstico.

8) É comum a noiva morena se derreter pela luminosidade e pelo efeito de um cabelo loiro com mechas. Mas nem sempre as expectativas são atendidas. Se a intenção é mudar a cor, inicie a transição com, no mínimo, um ano de antecedência. Nunca deixe para realizá-la perto da data, para não correr
riscos de adaptação.

9) Analise com calma o penteado escolhido para saber se condiz com o seu perfil. Nem sempre o que está bonito em um editorial faz sucesso no grande dia. Para acertar em cheio, é indispensável que o seu hair stylist veja a maquiagem e o modelo do vestido.

10) Use os cabelos soltos ou semipresos apenas se o casamento não tiver festa. Durante a comemoração, boa parte da produção começa a se desfazer. Se não for pelos anéis e bordados de vestidos enroscados na hora dos cumprimentos, será pelo calor do vestido, que estimula a transpiração no pescoço.

 

Deixe um comentário

EDIÇÃO 2017

Natália Guimarães - A modelo e apresentadora revela os cuidados com a pele no dia a dia e conta, em primeira mão, os planos para o casamento.

Tire suas dúvidas, envie uma mensagem.

Todos os direitos reservados a Tathya Taranto 2016. Desenvolvido por Agência Salt.