Psoríase ou Vitiligo?

Entenda as diferenças, os fatores desencadeantes e os principais tratamentos

por Isabella Grossi

Embora sejam doenças muito distintas, ainda hoje há quem confunda o vitiligo com a psoríase. “O vitiligo é genético e tem como característica a perda da coloração da pele, e a psoríase, por outro lado, é uma doença autoimune que afeta todo o sistema, incluindo a pele, basicamente, por meio de lesões vermelhas e descamativas”, resume a dermatologista Tathya Taranto. A dúvida, no entanto, tem justificativa: com causas desconhecidas, as patologias são desencadeadas por fatores emocionais, podem aparecer em locais de trauma, não são contagiosas nem têm cura. “Essas são as únicas semelhanças”, garante Tathya.

 

PSORÍASE

o que é

É uma doença crônica, autoimune, caracterizada por inflamação e hiperproliferação das células da camada mais superficial da pele. Aparece em forma de lesões avermelhadas e descamativas. Pode coçar e causar dor. Existem vários tipos. O mais comum, que atinge 90% dos casos, é a psoríase em placas.

Causas

Questões genéticas, imunológicas, ambientais e psicológicas. Entre os fatores desencadeantes estão infecções de garganta, lesões na pele, stress e variações climáticas, consumo excessivo de álcool e cigarro e uso de medicamentos para tratamento bipolar, pressão alta e malária.

Áreas mais afetadas

Couro cabeludo, cotovelos e joelhos.

Predominância

Afeta homens e mulheres em qualquer faixa etária, especialmente, a partir dos 20 anos.

Diagnóstico

Clínico, com possibilidade de biópsia para confirmação.

Tratamento

Depende da área acometida. Pode ser pela hidratação da pele, com cremes à base de corticoides, associados ou não à vitamina D, fototerapia com UVA ou UVB, tratamento sistêmico com acitretina ou metotrexato e, em casos mais graves, uso de medicamentos imunobiológicos.

Resultados

A resposta é individual, mas, seguindo o protocolo de tratamento, é possível controlar a doença.

 

DICA DO ESPECIALISTA

O Dexpantenol é um poderoso hidratante, cicatrizante e regenerador da pele. Uma opção
em conta para aliviar os sintomas da psoríase.

 

VITILIGO

 

o que é

É uma doença genética que tem como característica a perda gradual da coloração da pele, graças ao desenvolvimento de um anticorpo específico que destrói os melanócitos — as células produtoras de melanina.

Causas

Não são totalmente esclarecidas. Há forte influência de histórico familiar, reações autoimunes, traumas e fatores emocionais.

Áreas mais afetadas

Rosto, pescoço e mãos.

Predominância

Acomete 1% da população, com discreto predomínio em mulheres de pele escura.

Diagnóstico

Clínico, por meio de exame físico das regiões afetadas. Pode ser necessária a biópsia para confirmar o resultado.

Tratamento

Com corticoides tópicos ou inibidores de calcineurina. Em casos mais graves, é possível lançar mão da fototerapia localizada com UVA ou UVB, ou considerar técnicas cirúrgicas de repigmentação.

Resultados

Cada paciente apresenta respostas diferentes. Em alguns casos, a descoloração pode ser facilmente controlada, sem nenhum prejuízo à aparência.

DICA DO ESPECIALISTA

Os corretivos de alta cobertura, já existentes no mercado, são ideais para quem quer uniformizar
a pele com vitiligo em datas especiais.

Deixe um comentário

EDIÇÃO 2017

Natália Guimarães - A modelo e apresentadora revela os cuidados com a pele no dia a dia e conta, em primeira mão, os planos para o casamento.

Tire suas dúvidas, envie uma mensagem.

Todos os direitos reservados a Tathya Taranto 2016. Desenvolvido por Agência Salt.