O que é?

As efélides (popularmente conhecidas como sardas) são pequenas manchas acastanhadas que surgem em regiões do corpo que estão mais expostas aos raios ultravioletas do sol, como rosto, ombros e colo.
Por ser uma resposta da pele aos danos causados por estes raios, as sardas são muito mais comuns em pessoas de pele clara, como europeus e ruivos.

Causas

O que causa as efélides (ou sardas) é o aumento na produção de melanina (proteína responsável pela pigmentação da pele) em regiões que foram expostas exageradamente ao sol.
Elas não possuem complicações graves, e é extremamente comum em pessoas claras que vivem em países tropicais como o Brasil.

Sintomas e Tratamento

O aparecimento das sardas ocorre de forma gradual, indolor e não agressiva, com aumento do número após exposição solar e melhora do quadro no inverno.
As manchas de sarda aparecem em grande quantidade em áreas fotoexpostas, e são caracterizadas por um formato arredondado ou geométrico, de cor marrom ou castanho.
Mesmo não sendo uma condição grave ou incômoda, é recomendável que pessoas com muitas sardas procurem um dermatologista para avaliação clínica e detecção de possíveis outras manchas.
Além disso, o aparecimento de sardas indica exposição exagerada aos raios ultravioletas do sol, que são responsáveis por várias doenças graves de pele, inclusive o câncer.
As sardas podem ser curadas naturalmente apenas evitando a exposição aos raios solares, mas existem tratamentos que podem acelerar o processo.
O tratamento pode envolver cremes clareadores, peelings e lasers e o indicado é sempre utilizar filtro solar. A indicação do melhor tratamento vai depender da intensidade das manchas e da avaliação prévia de um dermatologista.

Comentários: