As estrias, muito comum em mulheres, porém também vista em homens, são
cicatrizes causadas por ruptura das fibras elásticas e colágenas presentes na
derme e são motivo de incômodo para muitas pessoas. Esses danos
geralmente são causados por estiramentos abruptos da pele (aumento rápido
de peso, gravidez, colocação de silicone, distúrbios hormonais, uso de alguns
medicamentos ou de anabolizantes) , que geram ruptura dessas fibras,
deixando marcas lineares no local. Elas podem coçar e arder, mas em geral
aparecem de forma silenciosa e sem nenhum sintoma aparente. Podem ser
classificadas em recentes e antigas. A primeira é caracterizada pela cor rósea
ou púrpura e geralmente respondem melhor aos tratamentos; já a segunda é
caracterizada pelo aspecto esbranquiçado e são mais difíceis de responder as
medidas terapêuticas.

O tratamento pode ser feito através de cremes com ácido retinóico, ácido
glicólico ou com vitamina C, microdermoabrasão, microagulhamento com drug
delivery e com o uso dos lasers fracionados, com o intuito de estimular
colágeno na área afetada e assim atenuar as estrias. É importante ressaltar
que ainda não existe nenhuma forma de cura e alguns métodos de prevenção,
como beber muita água e hidratar a pele com produtos específicos aumentam
a elasticidade da pele e são fundamentais para evitar seu surgimento

Comentários: