As peles sensíveis são as que mais sofrem com as baixas temperaturas e o vento frio do inverno e, entre os sintomas, apresentam vermelhidão, erupção, sensação de repuxamento, queimação, ardor ou descamação. “A pele sensível, também chamada de intolerante ou reativa, é uma condição que pode ser causada por influência genética, imunológica, fungos e bactérias, disfunções hormonais ou pela hiper-reatividade a estímulos externos”, explica a dermatologista Tathya Taranto.

Para aliviar os sintomas da pele reativa, que podem se manifestar no rosto, lábios, mãos, corpo ou no couro cabeludo, a médica destaca que são necessários alguns cuidados. “Principalmente quem tem rosácea sofre ainda mais nessa época do ano. É muito importante nutrir e acalmar esse tipo de pele com produtos adequados. Invista em emulsões que aliviam os efeitos da irritação e vermelhidão, com ativos de efeito anti-inflamatório, anti-irritante e antialérgico”, esclarece Tathya Taranto. A especialista lembra que as famosas águas termais ajudam a reforçar a imunidade natural da pele, acalmam e hidratam.

Outra orientação da dermatologista é evitar banhos muito quentes, optar por sabonete em forma de gel, porque irrita menos, evitar esfoliantes e produtos com alfa hidroxiácidos, retinaldeídos ou tretinoína, que provocam irritação, e sempre utilizar filtro solar, mesmo em dias nublados. “Além da sensibilidade, a pele fica mais ressecada no inverno, então vale a pena usar óleos de banho, que formam uma película protetora sobre a superfície, impedem a desidratação e preparam a pele para receber o hidratante na sequência”, aponta. Produtos com vitamina C também são ótimos aliados porque aumentam a elasticidade e ajudam a pele sensível a voltar à sua condição saudável.

Além de adotar hábitos diários que diminuem os sintomas da pele intolerante, Tathya Taranto salienta a necessidade de buscar orientação de um dermatologista, que poderá indicar um tratamento específico para as necessidades do paciente. “Existem diversos procedimentos que amenizam e tratam os sintomas da pele sensível, entre eles, medicamentos tópicos e laser, mas isso irá depender do quadro clínico. O laser Fotona, por exemplo, controla a vermelhidão de quem sofre de rosácea”, elucida.

Comentários: