O que é?

O siringoma consiste num tumor anexial benigno oriundo das glândulas que produzem o suor – Glândulas sudoríparas – podendo ser encontrado em qualquer região do corpo onde essas glândulas estão presentes.
Esses pequenos tumores de 5 mm de tamanho, em média, possuem a mesma coloração da pele, e tipicamente aparecem na região ao redor dos olhos, porém também podem surgir no tórax, pescoço, glúteos e região pubiana.

Causas

O surgimento do siringoma está diretamente associado à fatores genéticos e hereditários, e geralmente atinge as mulheres após a puberdade.

Sintomas e Tratamento

Não existem sintomas diretamente associados ao siringoma. O surgimento das pequenas saliências geralmente acontece no rosto, especificamente na região das pálpebras.
Possuem coloração muito próxima a da pele, e são facilmente identificáveis por um dermatologista, especialmente quando surgem em grande quantidade.
Essas saliências possuem um aspecto endurecido, porém não causam sensação de dor nem coceira, o que torna o problema do siringoma exclusivamente estético.
Não existem formas de se prevenir o surgimento do siringoma, mas sim diversos tratamentos no mercado para este caso.
Esses tratamentos podem ser por meio de cauterização química (uso de ácidos), eletrocoagulação, dermoabrasão, lasers ou cirurgia
Mesmo não sendo grave, nunca tente tratar o siringoma por conta própria. Uso de medicamentos ou substâncias químicas podem resultar em inflamação e infecção da pele.
Sempre procure um dermatologista quando desejar tratar esta condição.

Comentários: